por Rafal Buda,

Coordenador Geral da MARÉ

III Mostra Ambiental do Recife – MARÉ vem aí para movimentar a capital pernambucana e suas partes integrantes. Muito mais que iniciar um debate, ou propor soluções imediatas, concebemos que uma mostra ambiental tem a responsabilidade de dar visibilidade às lutas cotidianas que os movimentos sociais, instituições de pesquisa, empresas e poder público têm travado para mudar a situação que vivemos. Através do cinema, principal linguagem artística da MARÉ, buscamos mexer com a subjetividade, sensibilizar e, mais profundamente, mobilizar pessoas para mudarem, na coletividade, sua própria realidade.

Nesta terceira edição, três temas ambientais guiarão as sessões de exibição, assim como os debates e demais atividades da MARÉ: Cidades & Conflitos, Povos & Territórios, Ecossistemas & Biodiversidade.

Os Desafios da mobilidade urbana, a luta pelo direito à moradia, o desmonte dos espaços públicos coletivos, o avanço do processo de gentrificação, entre outros tópicos, são relevantes para um debate acerca das Cidades & Conflitos. Seja em Recife ou em outras grandes cidades ao redor do mundo, cada vez mais movimentos sociais, pesquisadores e governos têm chamado a atenção para o engajamento em relação ao direito à cidade, indo contra o modelo de crescimento desordenado e segregador que guiou o desenvolvimento de muitas metrópoles brasileiras.

Nesse desenfreado mundo globalizado, onde tradições e culturas são cada vez mais homogeneizadas, desconsiderando muitas vezes a diversidade cultural e biológica de cada comunidade, tecer reflexões acerca dos Povos & Territórios se torna fundamental. A busca por um equilíbrio entre o desenvolvimento e a valorização da cultura popular, o respeito pelas diferentes etnias e a manutenção dos povos tradicionais parece muitas vezes uma grande utopia e até objetivos contrários. Mas alcançar esse ideal é uma luta constante e que será trazida ao debate juntamente com a exibição de filmes sobre tal temática.

E como não poderia deixar de ser em uma mostra ambiental, discutiremos sobre as problemáticas atuais envolvendo Ecossistemas e Biodiversidade. É importante ter em mente que, mesmo os temas mais tradicionalmente relacionados com o debate sobre o meio ambiente como a perda de habitats, a poluição dos recursos hídricos, a produção e descarte de lixo e o esgotamento dos recursos naturais, devem ser refletidos sobre uma ótica crítica, considerando o modelo de desenvolvimento hegemônico, cujo modo de produção e consumo tem como base a desigualdade social e a exploração predatória da natureza. Nesse sentido, as propostas de soluções para superar tal crise devem considerar a complexidade do tema, não bastando medidas individuais de “cada um faz sua parte”.

Para trazer à tona o diálogo acerca dessas temáticas, a III MARÉ conta com sessões de exibição de curta, média e longa metragens relevantes no cenário ambiental nacional e internacional; debates com representantes do campo acadêmico, gestão pública, movimentos sociais e terceiro setor; saraus poéticos que buscam sensibilizar os/as participantes através dessa importante aliada ao processo de despertar a consciência que é a arte; oficina de sensibilização ambiental e oficina de vídeo ambiental para alunos de escolas públicas com o objetivo de estimular a formação de um olhar crítico acerca do entorno desses jovens e traduzir essa visão em uma produção audiovisual.

Portanto, venha fazer crescer essa MARÉ, que em agosto de 2017 estará mais em alta do que nunca para inundar a cidade do Recife com muita cultura, arte e meio ambiente.

A MARÉ

ESTÁ CHEGANDO!